sexta-feira, 19 de outubro de 2012

# 2


" E caiu sobre si mesma. A fraqueza há muito se instalara mas só agora se deixara levar. Não podia mais fingir que tudo estava bem, era imperativo que parasse por um momento e permitisse a si própria sentir. Sentir a dor apoderar-se de si e manifestar-se, impetuosa e imparável como um imenso tornado levando consigo tudo o que é capaz.
Era determinada, nunca se fora abaixo ao primeiro obstáculo e nunca desistiu cedendo a qualquer tipo de dores, pois não era de sua natureza. Treinou-se bem e isso era visível. Muitos a tomavam como indestrutível e um poço de felicidade mas na verdade não o era, apenas sabia ser forte e as circunstâncias assim o pediram sempre. Ninguém o sabia. Os seus limites pareciam estender-se cada vez mais e no entanto as linhas que não devia ultrapassar para seu bem encontravam-se cada vez mais chegadas. Era extenuante a luta no seu interior, o seu lado racional prevalecia constantemente em relação ao lado emocional. Resguardara-se a si e ao seu coração num recanto tão próprio quanto a sua personalidade. Sabe isolar os seus sentimentos, tem momentos de tensão e outros de tentação mas sabe sobrepôr a racionalidade, apesar de nem sempre ser o melhor para si, é a sua maneira de ser e de se manter protegida num mundo que a fez pequena e vulnerável a todo o mal, num mundo que a qualquer momento a pode derrubar e deixar por sua conta. Nunca se poderia entregar de corpo e alma como se tivesse certezas de que estes permaneceriam intactos. Diariamente se ergue forte e insegura, enfrentando tudo com que se depara e escondendo as suas cicatrizes, mostrando-se emocionalmente imponente. O seu espírito de sacrifício é admirável e a sua sanidade mental é a mais afectada mas a mais conservada pela inteligência que alguém alguma vez sonharia poder existir na sua alma. "

6 comentários:

Inês disse...

Acho que vou adorar seguir os teus textos! Adorei *

Ana Queiroz disse...

Está lindo. Segui :)

łnn Gray disse...

Ohh, obrigada Joana! :D
Beijinho, Stay Awesome*

Inês disse...

Obrigada, não vais de certeza!

martha levi disse...

sua doida, espero bem que sim <3 <3
podíamos fazê-lo numa tarde de quarta, ou na festinha se eu fosse (não é?)

łnn Gray disse...

Já conto com vocês! Caprichem nas vossas ideias :D
Beijinho, Stay Awesome*